Dancing With Tears In My Eyes

8 05 2011

Flyer Erotica Ke$ha

Sempre que o fim-de-semana se aproxima fico na expectativa por algum telefonema e convite dos amigos, pois os dias da semana são solitários e quase todo mundo está preso numa rotina.

No último sábado, dia 30, a Erotica Ke$ha no Teacher’s Pub era a festa indicada. Uma noite recheada de músicas da cantora de eletro pop.

Eu sou meio que um promoter no meu grupo de amigos e estou sempre tentando reunir todos. Não perdi tempo e perguntei-os sobre a programação do sábado e ninguém tinha planos de sair por um ou outro motivo.

Acabei por encontrar online um amigo que há muito tempo não via ou conversava e num bate-papo rápido decidimos ir à balada. Prestes a sair, um rapaz que conheci recentemente e já havia convidado pra sair algumas vezes sem sucesso, entrou no Messenger e foi automático “Vamos?”. E assim ficou combinado de lá nos encontrarmos.

Chegando ao Teacher’s fui pego de surpresa pela presença dos meus “amigos” que se explicaram de que foi combinado de última hora. Não pude me culpar por ficar chateado com todos eles por não estar na sua lista de convidados tendo todos como me contatar. Depois disso nenhum deles se dispôs a me interar no círculo.

Eu tinha companhia e não ia deixar isso se tornar um drama. Isso até meus convidados se conhecerem. Pronto! Minhas palavras eram como balas perdidas. Entravam por um ouvido e saiam pelo outro.

Depois de várias tentativas de fazer contato, concluí que haviam sido tomados por uma súbita atração, que minha língua nativa era mandarim e tinha ficado invisível. Afastei-me os observei de longe e me perguntei quando iam perceber que eu não estava mais em sua companhia.

Antes tarde do que nunca fui convidado a me juntar a eles. Mas eu ainda falava mandarim e enquanto eu me empenhava em um monólogo, ambos, sob controle de algum ser das trevas não ouviam uma palavra sequer e conversavam entusiasmados sobre os assuntos mais diversos.

Não tive escolha, me coloquei no meu lugar, sai despercebido e fui para pista onde engoli a seco as lágrimas que embaçavam minha visão enquanto dançava.

Dancing With Tears in My Eyes foi trilha sonora do filme de terror que foi a minha noite.

Ke$ha - Animal

……………………………………………………………………..

Dancing With Tears in My Eyes – Ke$ha

…………………………………………………

…………………………………………………

Se não bastasse me retirei às 6h30 da manhã sem nem ao menos um olhar de interesse das pessoas ao meu redor mesmo mantendo um sorriso no rosto.

Chorei litros de Monange aos soluços ao voltar para casa e peguei no sono desejando não ver mais a luz do dia.

O pior disso tudo? Isso acontece frequentemente.

Exatamente como me senti:

Anúncios




GUARAPARI

12 08 2010

Sábado, 31 de Julho. Malas Prontas, rumo a Guarapari.

Há doze anos passo a maior parte do tempo das férias e finais de semana por lá e não posso comparar nenhum dia com os últimos.

Ficar na praia o dia inteiro, pegar onda mal, me sentir incluído em meio aos meus três primos, todos eles bofes e verdadeiros amigos, ficar bronzeado temporariamente, passar noites acordados assistindo filme e rindo das coisas mais patéticas possíveis, sem contar os turistas que garantiam com um pouco de imaginação fantasia suficiente pra… Vocês sabem.

Há algum tempo essas viagens começaram a perder o gosto, todos nós crescemos e sob hormônios à flor, o foco mudou das amizades para as garotas. Difícil se sentir confortável em meio às conversas sobre sexo e às tentativas sem muito sucesso deles me amarrarem a essa, ou àquela guria.

E meus primos fazem até certo sucesso, e ao andar no calçadão e parar a todo momento para cumprimentar um ou outro conhecido eu ficava sem saber decidir por “apresente-me” ou “seja rápido, vamos continuar”.

Senti-me aliviado ao confirmar contar a eles que eu me sinto atraído por garotos, todos reagiram muito bem, com direito a abraços e muito bom-humor, o que também garantiu altos papos com minha tia, de mente muito aberta e com um amor incondicional que falta aos meus pais.

Não demorou muito e tive, mesmo que tarde, a idéia de procurar fazer as minhas amizades navegando. Tornaram as coisas melhores, conhecer algumas pessoas, ficar com outras, e até tive um namoro relâmpago no último carnaval com um rapaz, perdoe-me, muito imaturo.

Há mais ou menos um ano e meio, adicionei R. no Orkut que mantinha o “GUARAPARI” no seu perfil, mas, havia mudado para Ouro Preto – MG para estudar ECONOMIA na UFOP. Ele negou por um tempo que era gay, mas entregou seu irmão com um “não posso responder por ele” na primeira conversa.

No meio tempo desde a primeira prosa, as coisas ficaram claras sem muitas explicações e ele veio algumas vezes à Guarapari, sempre me convidando a conhecê-lo, mas sempre havia algum empecilho.

Então no domingo do dia 1º de agosto nos conhecemos em Guarapari, o que me prendeu por lá uns dias além do planejado.

Em resumo? Dia 20 estarei em Ouro Preto – MG.








%d blogueiros gostam disto: