SEVENTEEN

27 06 2010

17 Outra VezAté os 17 anos, nunca havia dividido meus desejos com ninguém, nem mesmo com minha melhor amiga ou amigos virtuais. Eu desconhecia movimentos no chat UOL (sim, já usei desta ferramenta) e não acreditava que minha “condição sexual” fosse permanente. Então, conheci este rapaz, que me adicionou no MSN propositalmente depois de ter analisado meu perfil no Orkut.

Em meio a uma conversa ele foi direto e perguntou se eu namorava garotos, que era gay e queria me conhecer. Nada parecido havia acontecido comigo antes e eu fui insistente em negar pelos três meses antes de nos conhecermos.

Estudante de DIREITO, 20 anos, inteligente, bem-humorado e decidido, ele não era bonito, mas, foi meu primeiro beijo, meu primeiro amor e minha primeira vez com um homem e o motivo de eu contar aos meus pais, que insistiam em conhecer os “amigos da faculdade” com quem eu sempre saía, mas acima de tudo me ajudou a aceitar e ter orgulho do que sinto.

Nunca namoramos. Ficamos por cerca de três meses, acho. Ele foi claro ao dizer que não queria compromisso, entretanto, quando se tem 17 anos, é inexperiente e está apaixonado pela primeira vez, sua visão fica nublada.

Vamos aos fatos. Chegamos a trabalhar na mesma empresa e na semana do dia dos namorados e da minha primeira vez, ambos sopraríamos as velinhas das quais eu alcançaria a maioridade e ele os 21 anos. Insisti em vê-lo, pois queria presenteá-lo, contudo, não consegui contatá-lo. Mais tarde descobri que ele havia festejado com os amigos que eu conhecia e eu não podia estar presente, afinal, não seria conveniente conhecer o seu mais novo “ficante”.

Ficaram alguns dias, apenas.

Hoje, tenho ambos no Orkut, mas não mantemos contato. Quatro anos depois não sei se a gratidão que eu sinto pela experiência é justa, não consigo decidir chamá-lo vilão ou de mocinho, mesmo sabendo que ele roubou meu coração e o devolveu em pedaços, afinal, eu era apenas um SEVENTEEN. SEVENTEEN. Era como ele me chamava.

Abraços a todos!

Anúncios







%d blogueiros gostam disto: